Direto do túnel do tempo…

Continuando a série, apresento hoje uma descoberta arqueológica interessante. Esses objetos foram encontrados no fundo de uma gaveta da geladeira do estúdio, quando da recente mudança.

São chassis de filme para câmera 4×5.
Dentro dessas estruturas pretas era colocado o filme em folha (ou chapa). Entrava um de cada lado do chassis.
Fotografávamos (alguns do nós), por segurança, em duplicata. Em uma chapa  se cravava a fotometria (que se chamava então de fotometragem) e na outra, do outro lado do chassis, se repetia o clique abrindo 1/2 ou 1 stop. Na hora de revelar se revelava uma chapa e deixava-se a outra na espera, caso se tivesse que mandar puxar ou reduzir a revelação para conseguir a imagem correta. Tínhamos que ter esse cuidado de crepar o dark slide e avisar ao laboratório para não revelar. No escuro, sem esse cuidado do crepe, eles poderiam fazer confusão e revelar a chapa errada. Ah, sim, no escuro pois o filme tinha que ser retirado do chassis e colocado na processadora na escuridão total. Darkroom.
Esse achado arqueológico data de fevereiro de 2006 e estou com vontade de mandar revelar para ver o bicho  que vai dar.
A propósito: Velvia era a marca do filme, feito pela Fuji e 100 a sensibilidade da emulsão (ISO)

Outra descoberta feita nessa mesma geladeira foram filmes instantâneos, preto e branco e colorido.
Esse polaroide preto e brando era fantástico, tinha uma qualidade de imagem excelente. O velho polapan.
O outro objeto paleolítico na imagem é o instantâneo colorido da Fuji, que dava um banho de qualidade no instantâneo da Polaroide. Aliás, com o Polaroide aconteceu a mesma coisa que com outras marcas que, de tão famosas, deixaram de ser marcas e viraram substantivos. Como por exemplo: gilete, eucatex, isopor e até a brahma num certo momento. Esse instantâneo da Fuji chegava a ser chamado de polaroide da Fuji.
A outra descoberta é o tão falado e conceituado filme 120. Esse era o Provia, da Fuji, filme de  de grão finíssimo e polivalente. Era (é?) um filme de ISO 100 (na época chamava-se ASA), mas o mais famoso era o de ISO 50. Que não era ISO 50, mas essa é outra estória.

Direto do túnel do tempo…

 

 

 

Anúncios

4 Respostas para “Direto do túnel do tempo…

  1. Ei, Sérgio!
    Seu blog está na “fila” de coisas a dar uma checada há algum tempo (desde o lançamento, rs…), mas agora, lendo este post, me arrependi de não ter vindo antes. Curti pra caramba essa exploração arqueológica. Acredito piamente que conhecer o passado ajuda a compreender o futuro.

  2. Sergião, tricolor de coração… o Flu agora vai?
    Lendo este post lembrei que achei uma lata de filme p&b tri x jogada dentro de uma bolsa fotográfica da patroa… junto, lembrei que era mais barato comprar o rolo na lata do que o filme solto… e depois era correr pro minilab pedir bobinas pra carregar o filme comprado. Dava trabalho! Uma tarde carregando filme nas bobinas, escuro, contando voltinhas, cortando as pontas… grandes lembranças! Gostava muito do cheiro do lab. De ouvir música nas revelações e amplis…
    Hoje é tudo mais prático – ainda bem – porém me parece mais descartável…

    Bom, grande abraço.
    Passo aqui vez em sempre…

    • Sei não. Este campeonato está de muito baixo nível, equilibrado por baixo. De repente perde 3 jogos e fica próximo do Z4.
      Joguei 3 rebobinadores fora.
      Se não me engano eram 32 voltas no rebobinador para ter 38 poses. O cartucho ficava arrochado. Ainda tenho o saco preto para rebobinar à luz do dia, mas também preferia o quarto escuro. O cheiro do lab não me agradava: fixador, ácido acético e, como eu fumava na época em que fazia laboratório, ainda tinha o futum de nicotina.
      Com o digital ficou bem melhor, mais prático, não troco, mas tenho saudades desse tempo. A magia de ver a imagem surgindo no papel em branco não tem preço.
      Enfim…
      Grande abraço. Apareça por aqui, sim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s